Presenteísmo e a saúde bucal

Promova saúde e bem estar na sua empresa.

Presenteísmo e a saúde bucal

Presenteísmo (ou absenteísmo de corpo presente) ocorre quando o trabalhador apresenta algum problema de saúde que interfere no seu desempenho profissional, mesmo que não ocorra no período de  trabalho e que não provoque a falta ao seu posto de trabalho.

O presenteísmo (tipo II) é um importante inimigo da produtividade. Além disso, é muito mais difícil de ser mensurado que o absenteísmo por falta ao trabalho (tipo I).

O absentismo de corpo presente ou presenteísmo é responsável pelas principais causas de queda de produtividade em empresas públicas e privadas, além de ser um fator de risco importante para acidentes de trabalho.

Na economia competitiva atual, o interesse pelo absentismo é crescente, pois quanto menor a ocorrência desse problema, maior é a rentabilidade e o crescimento sustentável das organizações.

Dentre os problemas de saúde que potencializam o presenteísmo, aqueles relacionados à saúde bucal, têm um papel importante.

Influência da saúde bucal no presenteísmo

Disfunções bucais podem ter consequências diretas sobre a produtividade dos trabalhadores, pois muitas doenças sistêmicas têm origem em problemas bucais.

Dor de dente, dores de cabeça, tensão muscular na mandíbula e distúrbios nas articulações têmporo-mandibulares, agem silenciosamente comprometendo a concentração e performance dos trabalhadores.

Alterações de humor e comportamento são notadas naqueles trabalhadores que sofrem, por exemplo, com dor de dente ou dores faciais.

Além disso, esse profissional está mais propenso a erros e acidentes de trabalho. Da mesma forma, as relações interpessoais também podem ser prejudicadas por irritação e intolerância.

É comum que a intangibilidade desses sintomas gere certa desconfiança em relação aos profissionais que são portadores desses problemas.

Já se verificou que o absenteísmo ou o presenteísmo por causas odontológicas gera um grave problema para a empresa e que a implantação de programas de promoção de saúde bucal, educação em saúde bucal, tratamento de afecções e exames periódicos podem alterar essa situação.

Estudos indicam a importância da prevenção e promoção da saúde bucal nas empresas, através de avaliações de saúde e orientações sobre cuidados, tendo sua melhor eficácia quando o serviço é integrado ao programa de saúde da empresa.

Se você deseja acessar o estudo completo que embasa esse post, ele pode ser encontrado  aqui. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *